Saltitando com as Palavras, como o próprio significado da palavra SALTITAR — divagar de um para outro assunto — foi idealizado para expressar e partilhar as pequenas coisas boas, e menos boas da vida, tais como: emoções, dificuldades, desafios, conquistas, alegrias, enfim, pulular este espaço com todo o tipo de informação para o bem-estar e lazer.

Dia Da Religião — 21 de Janeiro

A religião é o suspiro da criança acabrunhada, o coração de um mundo sem coração, assim como também o espírito de uma época sem espírito. Ela é o ópio do povo.
Karl Marx
. ..
Dia Da Religião — 21 de Janeiro — é um dia especial para comemorar a diversidade de culturas, crenças e valores e, ao mesmo tempo procurar aceitação e tolerância pelas diversas formas que ligam o homem à divindade.

No Brasil é também o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa. Esta data ainda não tem uma comemoração significativa no país apesar desta celebração ter sido criada em 1949, pela Assembléia Espiritual Nacional nos Estados Unidos. A idéia original era a data ser sempre no terceiro domingo de Janeiro.
 
A palavra Religião — do latim “religio” usado na Vulgata que significa “prestar culto a uma divindade”, “ligar novamente”, ou simplesmente “religar” — pode ser definida como um conjunto de crenças relacionadas com aquilo que parte da humanidade cosidera como sobrenatural, divino, sagrado e transcedental, bem como o conjunto de rituais e códigos morais que derivam dessas crenças.
 
A idéia de religião com muita frequência contempla a existência de seres superiores que teriam influência ou poder de determinação no destino humano. Esses seres são principalmente deuses, que ficam no topo de um sistema que pode incluir categorias: anjos, demônios, elementais, semideuses, etc.

Num conceito amplo, com o qual os pesquisadores trabalham, pode-se dizer que é um sistema específico de pensamento ou crença a envolver princípios filosóficos, éticos e metafísicos — influenciam na vida do individuo e da comunidade — muito embora os crentes de cada religião tenham definições bem mais adequadas para suas crenças.

Pode-se dizer ainda, que o princípio das religiões é baseado na crença de uma força inteligente sobrenatural, considerada como criadora do Universo, e na continuidade da vida após a morte através da existência de outros planos que não o físico.

A religião acompanha e conforta a humanidade desde os primórdios. Acreditava-se que os animais, as plantas, os rios, o mar, o sol e a lua continham espíritos, sendo portanto, necessário estar em harmonia com eles.

Segundo o antropólogo Edward B. Tylor, as religiões foram evoluindo junto com a humanidade, tanto cultural quanto tecnologicamente e quando o homem abandonou sua postura nômade e passou a se fixar em determinadas áreas, surgiu o politeísmo — crença em vários deuses — e depois, com o surgimento da noção de grupos sociais, aparece o monoteísmo — crença em um único Deus.

Muito embora o Cristianismo continue sendo a religião com mais adeptos no mundo, aqui citamos algumas das principais religiões espalhadas pelo mundo: O Budismo, O Catolicismo, O Confucionismo, O Hinduísmo, O Islamismo, O Judaísmo, O Maometismo, O Taoísmo e etc.

Pode-se encontrar muitas crenças e filosofias diferentes e, costumam também possuir relatos sobre a origem do Universo, da Terra e do Homem, e o que acontece após a morte.

A maior parte crê na vida após a morte, o que nos leva a acreditar que as religiões surgiram para tentar responder a uma série de perguntas que sempre estiveram presentes ao longo da história:
.
→ De onde viemos?
→ Para onde vamos depois que morrermos?
→ Viveremos mais de uma vez?
→ Como o mundo passou a existir?

→ Que forças governam nossa existência?

A religião não é apenas um fenômeno individual, mas também, um fenômeno social, e o que deveria servir de ligação e harmonia entre os homens, tornou-se uma grande fonte de conflitos entre os seguidores das diversas crenças no mundo, por abranger opiniões e concepções divergentes em relação à divindade, que aparecem envolvendo princípios éticos, filosóficos e metafísicos.
.
Embora, cada religião apresente elementos próprios e sejam muito diferentes entre si, é também possível, perceber alguns elementos comuns a todas elas, aos quais possibilitam uma melhor compreensão do fenómeno religioso.

→ Possuem um sistema de crenças no sobrenatural, geralmente envolvendo divindades ou deuses;
→ Fé em um ser superior;
→ Intermediação de um líder;
→ Um livro e/ou manual com os ensinamentos e códigos de conduta;
→ Rejeitam a todas as outras, mas não entendem e nem aceitam serem rejeitadas.
 
..
“... a religião é um sistema de doutrinas e promessas que, por um lado,
lhe explicam os enigmas deste mundo com perfeição invejável e que, por outro lado, lhe garantem que uma Providência cuidadosa velará por sua vida e o compensará, numa existência futura, de quaisquer frustrações que tenha experimentado aqui. O homem comum só pode imaginar essa Providência sob a figura de um pai ilimitadamente engrandecido. Apenas um ser desse tipo pode compreender as necessidades dos filhos dos homens, enternecer-se com suas preces e aplacar-se com os sinais de seu remorso..." — Sigmund Freud

Dia Da Religião — 21 de Janeiro
Fonte: wikipedia.org e internet
http://saltitandocomaspalavras.blogspot.com
.