.
"Palavras não são somente palavras, são sentimentos, emoções, mistérios... São páginas de vida, de uma história de vida, e muito mais... São como visões midiáticas, que não dizem nada, embora queiram dizer, ou possam sugerir, até mesmo, outras coisas, inesperadas, inexpressivas, dilacerantes,
inconclusivas, pedantes, despretensiosas, legítimas ou não..."
— Claudio Antunes Boucinha

As Mil e Uma Utilidades do Alecrim

...Quatro paredes caiadas,um cheirinho à alecrim,
um cacho de uvas doiradas,
duas rosas num jardim ...
Amália Rodriguez – Uma Casa Portuguesa

O Alecrim é uma espécie de arbusto perene com ramos tetragonais e pode atingir até dois metros de altura. Seu nome científico Rosmarinus officinalis L. (LAMIACEAE), significa em latim "orvalho que vem do mar" — denominação dada pelos romanos, devido ao aroma da planta que vegetava espontaneamente em regiões litorâneas.

As hastes do alecrim são lenhosas e as folhas são desprovidas de pedúnculo, simples, lineares, são sempre verdes na parte superior e esbranquiçadas no verso, com pelos finos e curtos.

As flores saem da axila das folhas, de coloração esbranquiçada a azul claras, mas também podem ser azuis, brancas, roxas ou róseas, e florescem durante o ano todo.

O Alecrim deve ser cultivado em locais quentes e abrigados, com muito sol, não tolera excesso de umidade, mas precisa ser irrigado pelo menos uma vez por dia. Ao fim de dois anos torna-se numa planta muito decorativa.

As folhas podem ser colhidas em qualquer época do ano — apenas folhas adultas — e serem utilizadas frescas ou secas.

Pode ser reproduzido por semente, ou mudas produzidas a partir da divisão de touceiras ou ramos e neste caso, deve-se deixar 1/3 da planta para rebrotar.

.
UTILIDADES DO ALECRIM


. Na Grécia antiga, estimulava a memória dos vivos; nos mortos, um galhinho entre os dedos era o passe para a imortalidade.
.
Dioscórides, grande médico e botânico da Antiguidade, elogiava muito esta planta e recomendava-a para as doenças do fígado, falta de apetite e fraqueza geral.
.
Laguna, tradutor da obra deste médico do grego para o castelhano, indicava o alecrim para a cura de diversas doenças.

Diz a lenda que a Rainha Isabel da Hungria, debilitada pela doença, recuperou a saúde devido ao alecrim e ao preparado que ela própria fazia, juntando os alcoolatos de alecrim, alfazema e poejo.

Os antigos usavam ramos de alecrim para afugentar os maus espíritos, queimando-o como incenso e na França era usado tradicionalmente para fumigar o quarto dos doentes. Era também usado para dar paladar à cerveja e vários vinhos e posto nas roupas para afugentar as traças.

Era igualmente colocado nos tribunais, nos bancos dos acusados, para prevenir a "febre da cadeia".

Os árabes polvilhavam os cordões umbilicais dos recém-nascidos, com alecrim em pó, dada a sua ação como anti-séptico e adstringente.

Esta planta actua sobre o sistema nervoso estimulando as pessoas enfraquecidas; e é consierada por muitos, como a erva da juventude, e no mundo da magia, ainda pode ser afrodisíaco.

O chá de alecrim é indicado para dores reumáticas, depressão, gases intestinais, debilidade cardíaca, falta de apetite, cicatrização de feridas, dor de cabeça de origem digestiva; problemas no fígado, no intestino, nos rins, nos pulmões e na vesícula, além de respiratórios; cansaço físico e mental, celulite, colesterol, azia e insônia.

Como fazer:
→Coloque 2 colheres de sopa de erva para 1 litro de água.
→Ferva a água, junte a erva e deixe levantar fervura.
→Desligue o fogo e abafe por dez minutos.
→Tomar 1 xícara de chá a cada 6 horas, pode ser ingerido quente ou frio.

A água de Alecrim foi usada para lavagens faciais embelezadoras e como ingrediente para água de Colónia clássica, sendo usada para aliviar as dores de cabeça, quando esfregada nas têmporas.
.
O óleo do Alecrim, por ser muito ativo, pode ser usado, externamente, como remédio antimicrobiano, bem como para diminuir as dores e desanuviar a cabeça e, é muito bom para dores reumáticas ou musculares, gota e reumatismo.

É também um estimulante dos nervos e deve ser usado sempre que haja redução ou perda de função nervosa. Também é útil em distúrbios nervosos, histeria e epilepsia.

É um ótimo estimulante em caso de fadiga, apatia, fraqueza e tensão baixa. É um excelente tónico cardíaco, e muito bom para distúrbios cardíacos de origem nervosa e palpitações.

Ajuda a estabilizar o índice alto de colesterol, sendo muito útil para a arteriosclerose.

AsmaAspirar a fumaça de folhas secas trituradas de alecrim.

ColesterolBeber 2 copos por dia, durante 20 dias, de vinho de alecrim feito com:
→40g de sumidades floridas secas em 1 litro de água,
→suco de meio limão nesta mistura, durante 15 dias, diminuindo depois a dose na mesma proporção.

Relaxamento Tomar um cálice de vinho preparado com:
→ 4 raminhos de alecrim fresco em 0,5 L de vinho branco.
→ Pisar os raminhos e pô-los num jarro de louça regando com vinho.. .branco;
→ deixar imerso ou de molho durante dois dias;
→ filtrar, engarrafar e beber quando necessário.

CabeloPara tornar os cabelos mais escuros, utilize uma loção de alecrim preparada com:
→Um punhado de raminhos de alecrim em, 1 litro de água destilada e dois saquinhos de chá.
→Ponha os raminhos e o chá num jarro de louça e regue com água a ferver;
→Tape e deixe ficar em infusão durante vinte minutos;
→Filtre e deite fora os raminhos de alecrim e o chá.
→Lave e enxagúe o seu cabelo e dê-lhe uma passagem final com a loção de alecrim;
→Envolva a cabeça com uma toalha e aguarde alguns minutos.

Lembre-se de que tudo deve ser usado com moderação e preferencialmente com a orientação de um profissional habilitado.
.

As mil e uma utilidades do Alecrim
Fonte: Pesquisa na internete 
http://saltitandocomaspalavras.blogspot.com
.