Blue Monday: Dia mais triste ou trampolim para recomeçar?

Segundo pesquisas realizadas pela Universidade de Cardiff, no País da Gales, a terceira segunda-feira de janeiro é o dia do ano em que as pessoas se sentem mais tristes e ansiosas. A data tem sido chamada há mais de uma década de “Blue Monday” e é levada a sério no Reino Unido, onde é constatado um maior número de faltas no trabalho neste dia.

A teoria da Blue Monday, segundo especialistas,  é crível por uma série de fatores, como por exemplo a diminuição de exposição à luz solar, mais comum nos meses de Inverno, pode parecer uma coisa normal, mas apanhar menos luz solar e ar fresco pode fazer uma grande diferença a nível do humor, do apetite e até do sono.

Por outro lado, se para muitas pessoas as festas são épocas felizes, para outros ao fazerem o balanço das dívidas contraídas na euforia do Natal passam a ser fator de preocupação no orçamento familiar nos dias imediatamente seguintes, que nada mais é do que as primeiras semanas de janeiro.

E, naturalmente, à medida que as memórias de Natal desaparecem, tudo o que resta é um saldo altíssimo no cartão para pagar, uma saliência indesejável em torno da cintura, um clima sombrio e um retorno ao trabalho depois de semanas de festa.

A história da Blue Monday começou em 24 de janeiro de 2005 com uma campanha de marketing da empresa de viagens Sky Travel, que afirmava ter uma equação, devidamente escudada pelo psicólogo Cliff Arnall, professor catedrático da Universidade de Cardiff, Reino Unido, que permitia calcular a data exata do dia mais deprimente de cada ano.

A fórmula usava muitos fatores, incluindo: condições climáticas, nível da dívida (a diferença entre a dívida acumulada e a capacidade de pagamento), o tempo decorrido desde o Natal, os desejos frustrados na falha das resoluções do ano novo, níveis baixos de motivação e  uma crescente cobrança para realizar coisas.

Segundo Cliff, a Blue Monday mais triste de todas terá sido a de 16 de janeiro do ano passado, diante das incertezas provocadas pela Brexit (saída do Reino Unido do bloco econômico europeu), a eleição do polêmico presidente dos Estados Unidos e os ídolos que morreram recentemente , como a atriz Carrie Fisher (a princesa Leia da Guerra das Estrelas) e o cantor George Michael.

Entretanto, Arnall, que se tornou conferencista no campo da felicidade e da confiança organizacional , aconselha as pessoas a usarem a Blue Monday como um trampolim para a mudança — seja para perderem peso, deixarem de fumar, embarcarem num sonho ou até mudarem de profissão.

Vale ressaltar que algumas pessoas não gostam da ideia da segunda-feira azul, alegando que o conceito não tem fundamento na pesquisa científica e, portanto, aqueles que vivem realmente com depressão sabem que esses sentimentos não são ditados pela data, mas sim pelos acontecimentos de outras e muitas segundas, terças, quintas-feiras e etc. durante o ano.

O fato é que não adianta muito ficar remoendo a loucura das compras no fim de ano e, ao invés de se culpar pelos erros ou exageros cometidos, veja o que pode ser feito, afinal é janeiro, início de novo ano, época para iniciar novos hobbies, descobrir novos caminhos, conhecer novas pessoas, enfim fazer algo novo para acabar com o dia mais triste do ano — Blue Monday.  Confira algumas dicas para driblar o dia mais triste do ano e ser feliz o ano todo.

🔆 Avalie as suas resoluções de Ano Novo.
    • Muitas pessoas falham em suas resoluções de Ano Novo dentro de duas ou três semanas.
   • Mas se você falhou, veja o porquê e use isso como uma experiência de aprendizado.

🔆 Não reclame.
    • Falar ou pensar coisas negativas acabam prejudicando seu rendimento e sua motivação.

🔆 Dedique um tempo a você mesmo.
     • Tire 30 minutos para fazer algo que goste, mesmo que seja banal.
     • Evite fazer refeições com pressa
     • Almoce ou tome café confortavelmente, sentado e com calma.

🔆 Analise seus planos e objetivos e pergunte-se:
     • Qual contribuição quero dar com meu trabalho?
     • O que pretendo alcançar?
     • Como posso agir melhor com o que tenho?

🔆 Faça reflexões.
    • Pense em si mesmo e em tudo o que tem ao seu redor de maneira positiva.

🔆 Divida sempre com alguém.
    • A tristeza é um sentimento como qualquer outro na vida, e nem precisa ser totalmente banida. Mas, se a carga de responsabilidade ou da sensação de culpa for muito pesada, compartilhe as angústias com alguém.

🔆 Encontre bons motivos para aproveitar a segunda-feira.
    • Apesar de muitas pessoas odiarem este dia da semana, é possível encontrar vantagens dentro da rotina.

🔆 Comece a dizer não.
     • Se algo não lhe agrada, não hesite em dizer não.

🔆 Renuncie a situações rotineiras que atrasam sua vida.
    • Comece a mudar sua rotina com foco na produtividade, assim você escapará das mesmas situações de desânimo.

🔆 Quer ser líder?
     • Avalie a possibilidade de conversar com um coaching para descobrir como atuar melhor com sua equipe.

🔆 Pense nos fins de semana como férias.
    • Separe os dias de descanso para ficar com os amigos, família e filhos, além de passear e viajar como se estivesse em férias.

🔆 Voluntariado.
     • Uma das razões pelas quais as pessoas adoram o Natal não é necessariamente o recebimento, mas o prazer que obtêm de ajudar as pessoas.

E, por fim, não se importe em mudar o que não está conectado ao seu propósito de vida. O importante é pensar apenas no que você realmente quer realizar. 

Blue Monday: Dia mais triste ou trampolim para recomeçar?   
Pesquisa: en.wikipedia.org,  The Telegraph, BBC News, MSN
Blog Saltitando com as Palavras

Tags: